Loading...

Entrevista com Ademir Pascale sobre seu novo livro: O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe

A popularidade do escritor norte-americano Edgar Allan Poe tem crescido incrivelmente nos últimos anos. A quantidade de autores nacionais influenciados por ele e que lhe prestam homenagens em seus escritos só cresce. Um dos mais prolíficos desses escritores fortemente influenciados por Poe é o paulista Ademir Pascale.

Pascale é editor e criador da revista Conexão Literatura, já participou como organizador, editor, autor e coautor em mais de 40 livros, tendo contos publicados no Brasil, França, Portugal e México. Entre esses diversos livros, organizou duas incríveis antologias de contos inspirados em Edgar Allan Poe: Poe 200 anos e Nevermore, além de manter o site EdgarAllanPoe.com.br e a fanpage no Facebook chamada Poe’s Club, em que posta com bastante frequência diversas artes e curiosidades sobre Poe.

No dia primeiro deste mês de fevereiro, entrou em pré-venda o mais novo romance de Pascale, chamado O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe, o qual você pode adquirir através deste link para o site da editora SeloJovem. Confira a sinopse do livro, do qual logo mais teremos uma resenha completa aqui no site:

Situado numa sala de um antigo prédio do centro da cidade de São Paulo, o Clube de Leitura de Edgar Allan Poe, apresenta personagens intrigantes e problemáticos, iniciando pelo cofundador, um velho caolho de nome Clay, que não vê mais sentido na vida depois da morte trágica da esposa Virginia. Henrico e Marcelo, irmãos órfãos que tentam levar uma vida pacata em um sebo na garagem de casa, mas que eventos sobrenaturais assolam a vida de um deles, que é atormentado por corvos. Samanta é uma jovem gótica e solitária. Rafael, ex-vocalista da banda Nevermore, sente-se rejeitado pela rica família e vive nas ruas e noites paulistanas tentando encontrar um novo caminho. Bernardo e Kátia, casal que discute a relação entre casar ou apenas morar juntos, vivem aventuras perigosas. Mas, todos com algo em comum: a paixão que nutrem pela vida e obra do inigualável mestre do horror: Poe.

Confira abaixo uma entrevista exclusiva que fizemos com Pascale sobre como surgiu seu gosto por literatura, principalmente quando se trata de Poe, sua jornada como escritor, o processo de escrita do mais novo livro, O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe, além de planos para futuros projetos.

  • Como começou o seu interesse por Edgar Allan Poe? Qual foi a primeira obra dele que você leu e qual que mais te marcou?

Olá! Bom, meu interesse por Edgar Allan Poe teve início durante a faculdade, mais especificamente na aula de Literatura Estrangeira. Minha professora (Cristiane), era apaixonada pelo Poe e acredite, isso contagiava, mas adorei ser contagiado. Eu odiava chegar atrasado nas aulas de Literatura, pois não queria perder nenhum minuto e deixar de aprender sobre Edgar Allan Poe, algo que aconteceu uma única vez, pois eu ia para a faculdade depois do trabalho. Não preciso dizer que fiquei completamente triste naquele dia. Já a primeira obra que li do Poe foi a coletânea Histórias Extraordinárias, uma reunião de contos selecionados por Charles Baudelaire. E o que mais marcou foi a novela A Queda da Casa de Usher, que foi publicada pela primeira vez em 1839 na Burton’s Gentleman’s Magazine, revista literária na qual Poe também foi editor.

  • De que forma que a obra de Poe afeta a sua escrita? Diria que é mais pela temática, pelo estilo, ou ambos?

Afeta de várias formas: pela temática que adoro, pelo estilo e por ter conhecido e estudado a biografia de Edgar Allan Poe. Posso afirmar que Poe inspira o meu trabalho e que adentrei nesse universo da escrita por ter conhecido a sua obra.

  • O que o levou a começar a escrever?

O meu pai sempre contava histórias do nosso folclore, sobre lobisomens, sereias, caboclos d’água, etc. Cresci com essas ideias e sempre fui muito curioso. E depois que conheci o Poe na época da faculdade, como comentei na primeira resposta, o negócio deslanchou. Publiquei meu primeiro conto em livro impresso e depois disso não parei mais.

  • Conte-nos um pouco de sua jornada como escritor: livros publicados até agora, quantas antologias organizadas, etc. Dentre tais obras, quais são as suas favoritas e por quê? Quantas delas são homenagens diretas a Poe?

Participei em vários livros como autor, coautor e prefaciador. O primeiro livro no qual lancei e promovi um lançamento foi o “Draculea – O Livro Secreto dos Vampiros”. O lançamento do “Draculea” foi no Bardo Batata, em S. Paulo. O local ficou lotado. As livrarias pediam exemplares desse livro a todo momento. Foi muito legal. Isso aconteceu novamente com o livro “Metamorfose – A Fúria dos Lobisomens” e “Poe 200 anos”. Agora, dentre tantos livros lançados, os que mais gostei e ficaram marcados aqui no peito foi o “Draculea”, por  ter sido o primeiro e pelo lançamento inesquecível. E o meu mais recente romance “O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe”, minha grande paixão. Obra que falarei mais nas respostas abaixo 😉

  • O que você acha da popularidade de Edgar Allan Poe? Tem o costume de assistir a filmes ou séries sobre o autor? Se sim, quais recomendaria?

Acredito que do ano de 2009 para 2019, triplicou a popularidade do Poe aqui no Brasil. Hoje é mais fácil encontrar lojas vendendo souvenirs dele, como camisetas, almofadas, xícaras, canetas, etc. Antes era quase impossível encontrar. Ele é conhecido mundialmente. Todos que gostam de literatura, não importa em qual país, já ouviu ou leu algo sobre ele. Sobre os filmes, assisti todos os antigos, mas existem pouquíssimos modernos, como “O Corvo”, tendo John Cusack como protagonista. Ele interpreta o Poe. Tem a série “The Following”, que é muito legal e também a série nacional “Contos do Edgar”, que é uma produção da O2 para o canal Fox, uma adaptação dos contos do Poe para o cenário brasileiro.

  • Conhece outros autores nacionais influenciados por Poe? Quais recomenda a leitura? Acha que Poe tem uma forte influência no cenário literário nacional?

Um autor contemporâneo que noto ter muita influência de Edgar Allan Poe, chama-se Dylan Ricardo. Ele é o autor de “Mil poemas e um suicídio”, “Estado Terminal”, “Nas Brumas do Desalento”, etc. Como disse na resposta anterior, a influência de Poe aumentou muito nos últimos anos. Estão lançando HQs nacionais sobre ele, algo raro e que não acontecia e peças teatrais, como “A Cripta de Poe”, com direção de Lenerson Polonini.

  • Agora sobre o seu mais recente lançamento, o romance O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe: como surgiu a ideia do livro?

A ideia surgiu em 2017. Escrevi as primeiras páginas durante os intervalos do meu almoço no serviço. Mas incrivelmente o servidor queimou e perdi todos os meus arquivos. Lá estavam as primeiras páginas do meu romance, umas 40 páginas. Fiquei triste e só voltei a escrever esse romance um ano depois. Mas modifiquei a história inicial e acredito que ficou super legal. Começamos a divulgar a pré-venda no dia 1 de fevereiro e a receptividade dos leitores e fãs de Poe está sendo imensa.

  • Como foi o processo de escrita do livro? Exigiu muita pesquisa relacionada à biografia do autor, sobre as quais os personagens comentam com frequência, ou você já tinha todo esse conhecimento por sempre ter lido muito sobre Poe?

O processo foi bem tranquilo, pois adoro escrever sobre Edgar Allan Poe. Tive que rever algumas datas, mas tudo fluiu muito bem.

  • Você planejou a história do início ao fim, já tendo o final em mente, assim como o efeito desejado, de acordo com o recomendado por Poe em A Filosofia da Composição, ou foi escrevendo seguindo a inspiração?

Sim, planejei cerca de 80% da história do início ao fim. O restante foi surgindo durante a escrita. Li várias vezes A Filosofia da Composição, e acredito plenamente que consegui o efeito desejado.

  • Quais os planos para livros ou projetos literários futuros? O romance pode ganhar uma continuação?

Iniciei um romance inspirado em Oscar Wilde, não posso revelar muito ainda, mas tem algo relacionado ao rejuvenescimento de pessoas. E já tenho em mente uma continuação para “O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe” 🙂

Agradeço pela entrevista e fico à disposição dos leitores. Forte abraço.

Fonte: Nota Terapia

 

Entrevista com Ademir Pascale sobre seu novo livro: O Clube de Leitura de Edgar Allan Poe - Abresc |