Presidente recebe outorga de chanceler da Academia Brasileira de Escritores - ABRESC

Presidente recebe outorga de chanceler da Academia Brasileira de Escritores

Por: Tatiana Rostaiser Petti

A presidente da gestão 2017/2019 da Associação dos Escritores, Poetas e Trovadores de Itatiba (Aepti), Regina Elisabete Franco da Silva, recebeu a outorga de chanceler da Academia Brasileira de Escritores (Abresc), fundada em 1º de setembro de 2011. O evento foi realizado na noite de 29 de junho, na Câmara de São José do Rio Preto, município onde está localizada a sede desta Academia. A importância da Aepti foi reconhecida após pesquisa realizada durante um ano, concluída em abril.

O presidente da Abresc, João Paulo Vani, mencionou que a união e o trabalho nos concursos e, em especial, o Infanto-Juvenil, pela sua grandiosidade, complexidade, elaboração, execução e ineditismo na região, foram determinantes para o convite da outorga. No evento, além do título de chanceler aos escolhidos por serem disseminadores de educação e cultura, também foi dada posse de cadeiras a imortais.
Pesquisa, reconhecimento e responsabilidade
“Emocionante e inesquecível estar na sessão solene. Momento histórico para a Aepti e à cidade pelo reconhecimento dos nossos trabalhos pela Abresc. Atuamos como voluntários e estarmos entre os mil nomes iniciais no processo e sermos classificados entre os primeiros 31 dos chanceleres é coroar a nossa missão. Mostra que correspondemos nas obras. Entretanto, responsabilidade, empenho e determinação, nossa e de nossos parceiros, também aumentaram”, reconheceu Regina.
A presidente da Aepti garantiu que, cada vez mais, a Associação se desvelará no desenvolvimento e divulgação da cultura em todas as formas artísticas. “É e sempre será nosso objetivo trazer à luz escritos infantis, juvenis, de jovens e adultos, sem discriminação de cor, raça, sexo, religião ou classe social. Que este diploma seja o primeiro de muitos estímulos para que os ‘aeptianos’ se dediquem e se doem à cultura brasileira”, desejou Regina.
Agradecimentos
“Agradeço à Diretoria e membros da Aepti, pela confiança em meu trabalho, aos escritores e artistas plásticos, a todos que diretamente estiveram e aos presentes no processo dos concursos, aos parceiros: Prefeitura, secretarias de Cultura e da Educação – diretores, professores, alunos, da rede municipal, do Estado e particular; Universidade São Francisco (USF) – campus Itatiba, Jornal de Itatiba-Diário, Central de Rádio e Notícias (CRN), Berto Editora e Centrográfica. O titulo que ora recebemos solidifica nossa determinação”, declarou a nova chanceler da Academia.
Trajetória
Em texto autobiográfico, publicado no site da Abresc, Regina relatou que seu contato com a leitura e a escrita começou em família. “Desde a infância, os jornais O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo e os locais A Tribuna e O Progresso eram comuns na residência dos meus avós maternos. Eles adoravam ler, escrever e ouvir músicas. Meu avô ensinou-me como abrir e ler o jornal sem apoio, as dobras corretas, sem amassá-lo. (…) Desde muito cedo gostava de rabiscar e escrever. Assídua frequentadora da Biblioteca Municipal, O tronco do Ipê de José de Alencar foi o primeiro livro; depois Machado de Assis, Raul Pompeia, Eça de Queiroz, entre tantos outros. Em 1973, sugerido pelas minhas colegas de trabalho na capital paulista, me associei ao Clube do Livro. (…) Escrevi contos e poemas até os meus 26 anos. As obrigações da vida profissional me fizeram escrever textos literários apenas esporadicamente”.
Regina também contou sobre sua carreira profissional na área administrativa e os passos iniciais na Aepti. Ingressou como musicista nos eventos da Associação em 2009, mesmo ano em que recebeu o convite para integrar a Diretoria Executiva, e está pela terceira vez como presidente.

Fonte: Associação dos Escritores, Poetas e Trovadores de Itatiba